"Um MIX de soluções para seu evento"     comercial@mixpalestras.com.br
contatos: (11) 3522-6622 / (11) 98079-3030 / (13) 98828-8929


Alexandre Garcia

Brasília/DF
Veja o Perfil Completo

Alexandre Garcia

Jornalista, Apresentador e Comentarista de Telejornais, Colunista Político e Conferencista.


Vídeos



Artigos


"Um milagre para a copa"

"Um milagre para a copa"


O aeroporto de Goiânia foi eleito, em votação no site da Agência Nacional de Aviação Civil(ANAC), o pior entre os grandes aeroportos do país. Os passageiros alegam que não há lugar para esperar sentado, tem goteira, falta ar condicionado, o estacionamento é insuficiente, faltam portões de embarque e está sempre superlotado. Como solução, a Infraero começou a erguer um puxadinho, hoje apenas um esqueleto metálico, pois a obra está parada desde 2007 por causa de irregularidades. O nome do aeroporto é Santa Genoveva, a padroeira de Paris. Quando Átila e seus hunos íam invadir a cidade, ela convenceu o bárbaro de que grassava uma epidemia de cólera na cidade e Átila foi embora. Hoje, quem fica encolerizado é o passageiro que sofre nos aeroportos brasileiros.

O aeroporto de Goiânia é considerado alternativa para chegar a Brasília, na Copa de 2014. Mas assim como o Santa Genoveva, o de Brasília está com obras atrasadas. Sempre superlotado, filas imensas, sem lugares suficientes para acomodar passageiro sentado, lotado de lojas, muito barulho nos altofalantes, constante troca de porta de embarque, uso de ônibus na pista de estacionamento, por falta de pontes de embarque. E tem um puxadinho, feito com lâminas de frigorífico...

Como estou sempre viajando em aviões, posso dar meu testemunho. Apenas falando da viagem mais recente, sexta-feira à noite. No embarque em Brasília, fiquei em pé das 18h30m às 21 horas. Vôo atrasado e poltronas insuficientes nas salas de espera. Aviões também lotados. Na chegada no Santos Dumont, não havia táxi imediatamente e o preço dele está nas alturas. Mais 20 minutos de espera no calorão da noite carioca. Quando consegui entrar num táxi, ele não podia sair por causa do congestionamento. Comentei com o motorista que Copa, no Brasil, só por milagre. Ele me respondeu que todos os passageiros dizem o mesmo. No hotel, mostraram-me o recibo passado por um taxista a um estrangeiro: do Galeão a Ipanema, cobrara 214 reais pela corrida!

Semana passada, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada(IPEA), órgão do governo, publicou estudo mostrando que só os aeroportos do Galeão e de Curitiba estarão prontos para a Copa. O de Natal ainda nem teve licitação. Os de Confins(Belo Horizonte) e Porto Alegre, só em 2016. Os de Manaus, Brasília, Guarulhos(São Paulo), Fortaleza, Salvador, Campinas e Cuiabá, só em 2017. Até lá, a demanda já terá superado as avaliações de hoje. Depois da divulgação do estudo, o governo tentou explicar o inexplicável. E agora esperamos um milagre. País gigantesco, sem trem de passageiros, está condenado a isso.
Mande-nos uma Mensagem