Darlan Romani

Bragança Paulista/SP


Darlan Romani

Atleta Especializado no Arremesso de Peso.


Darlan Romani é Atleta Especializado no Arremesso de Peso.

 

Ele terminou em 4°lugar nos Jogos Olímpicos de 2020, 4°lugar no Mundial de 2019, e foi campeão no Pan de 2019. Recordista brasileiro da modalidade várias vezes desde 2012, é o atual recordista sul-americano da prova – 22,61 m – marca conseguida em Eugene, EUA, em 30 de junho de 2019, e também pan-americano da prova - 22,07 m - marca conquistada em Lima.

 

Iniciou no esporte ainda na cidade de Concórdia, em Santa Catarina. Aos 13 anos, entrou para o atletismo após um evento promovido pela prefeitura no campo de futebol da cidade. Logo no primeiro ano, participou de campeonatos regionais, estaduais e um brasileiro. No ano seguinte, 2005, participou do Campeonato Mundial na Itália, vencendo os Jogos da Juventude italiano.

 

Treina com o técnico cubano, Justo Navarro, que também treinou a ouro olímpico no arremesso de peso em Atenas 2004, a cubana Yumileid Cumbá. Durante a pandemia, precisou treinar em um terreno baldio atrás de sua casa na cidade de Bragança Paulista, São Paulo.

 

Com a ajuda de um pedreiro, fez um platô de cimento sobre o chão de terra e grama para treinar os arremessos para as Olimpíadas de Tokyo. No entando, devido as condições ruins de treino, Darlan desenvolveu uma hérnia de disco, passou por uma cirurgia e ficou parado por um mês e meio no início de 2021 para se recuperar e ficou seis meses sem competir. 

 

Darlan competiu na Rio 2016 atingindo a final com um arremesso de 20,94 m, quebrando novamente seu recorde brasileiro, o que o fez ser o primeiro atleta do país a participar da final desta modalidade em Jogos Olímpicos em 80 anos, desde que Antonio Pereira Lira fez o mesmo em Berlim 1936.

 

Na final, ele arremessou o peso a 21,02 m em sua primeira tentativa e na primeira vez em que ultrapassou os 21 metros, mais uma vez recorde nacional, que lhe deu o quinto lugar geral na competição, à frente do bicampeão olímpico polonês Tomasz Majewski e o melhor resultado do país nesta modalidade em Olimpíadas.

 

Como seu centro de treinamento ficou fechado em 2020, ele precisou improvisar no terreno ao lado de casa. Sem os devidos equipamentos para treinar, no início de 2021, dores em uma hérnia de disco obrigaram Darlan a fazer uma pausa para 45 dias de reabilitação. 

 

Participando dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, Romani se classificou com tranquilidade para a final com a marca de 21m31. Na final, Romani teve um bom primeiro arremesso de 21,88m, mas, não estando em sua melhor forma devido aos problemas no período que antecedeu os Jogos, não conseguiu acertar acima de 22 metros nos arremessos posteriores, terminando em 4º lugar.

 

A medalha de bronze foi para Tom Walsh com 22,47m. A 4ª posição, porém, é a melhor da história do Brasil nesta prova nos Jogos Olímpicos.

 

Temas das Palestras

 

* Competitividade;
* Esportes;
* Superação de Desafios/Mudanças.

 

09/2021



Cotar Profissional  
Mande-nos uma Mensagem