Celso Athayde (CUFA)

Rio de Janeiro/RJ


Celso Athayde (CUFA)

Empresário, Produtor de Eventos e Ativista Social Brasileiro, especializado em favelas e periferias. É Fundador da Central Única das Favelas (CUFA) e da Liga Internacional de Basquete de Rua (LIIBRA).


Vídeos



Celso Athayde é Empresário, Produtor de Eventos e Ativista Social Brasileiro, especializado em favelas e periferias.

 

Nasceu na Baixada Fluminense, onde viveu até os sete anos. Aos 16, já havia morado em três favelas, em abrigos públicos e na rua. Foi criado na favela do Sapo, na zona oeste do Rio de Janeiro.

 

Autodidata, Celso é autor de alguns best sellers, e coautor dos livros "Falcão - Mulheres do Tráfico", "Falcão - Meninos do Tráfico" e "Cabeça de Porco", sendo os dois primeiros com o rapper MV Bill e, o último, com o sociólogo Luiz Eduardo Soares. Seu quarto livro é "O Manual dos Basqueteiros", a primeira publicação de basquete de rua que se tem notícia. Sua obra mais recente é o livro "Um País Chamado Favela", escrito juntamente com Renato Meirelles.

 

É Fundador da Central Única das Favelas (CUFA), a maior organização não governamental focada nas favelas do Brasil e presente em mais de 17 países, da Favela Holding que é a primeira holding social que se tem notícia e do Data Favela, o instituto de pesquisa e estratégias de negócios especializado na realidade das favelas brasileiras.

 

Sob a criação de Celso Athayde está também a Liga Internacional de Basquete de Rua (LIIBRA), evento internacional que acontece em 12 países e nos 27 estados da federação; o CineCufa, um festival de cinema internacional de produções audiovisuais realizadas por moradores de favelas, o BRADAN, festival brasileiro de break, e o Rap Popular Brasileiro (RPB), festival nacional de música rap, que tem como objetivo criar um diálogo entre o rap e as músicas regionais, a Taça das Favelas, maior campeonato de futebol entre favelas do mundo, disputado em diversos estados brasileiros, que já revelou grandes nomes para o futebol nacional como o atacante Matheus Alessandro e o volante Patrick de Paula.

 

Por conta do Covid-19 com o intuito de atenuar as dificuldades de moradores de favela, impostas pelo isolamento social, Celso criou os programas CUFA Contra o Vírus e Mães da Favela, que ajudaram milhões de moradores de favelas em mais de 5 mil favelas de todo o território nacional.

 

Em suas descobertas artísticas, Celso também dirigiu e produziu o documentário Falcão Meninos do Tráfico, co-dirigido por MV Bill, um filme que se tornou referência e mudou o olhar da sociedade sobre o tema educação e segurança pública. Além desses, Celso dirigiu também outros filmes como Três da Madruga, Di Menor e Soldado do Morro.

 

Por conta de sua atuação empresarial, foi eleito o empreendedor social do ano de 2017 pela Revista Istoé Dinheiro

 

Temas das Palestras

 

* Criatividade e Inovação;
* Cultura;
* Planejamento e Estratégia;
* Racismo;
* Responsabilidade Social;
* Superação de Desafios e Mudanças.

 

06/2021



Cotar Profissional  
Mande-nos uma Mensagem