Selecione o Profissional
 

Mariana Ximenes

Mariana Ximenes

TEMAS:


Mariana Ximenes do Prado Nuzzi é Atriz e Produtora. Com seis anos, fez sua primeira peça de teatro, na escola onde estudava, interpretando a personagem Cinderela do clássico conto de fadas. Suas primeiras aulas de atuação foram no Teatro Escola Célia Helena. 

 

Em 1998, aos 17 anos, estreou na televisão na novela Fascinação, do SBT, em que viveu Emília, uma jovem mimada que sente ódio da protagonista Clara (Regiane Alves), por ela ter se casado com seu pai. Sua personagem também se envolvia com o seminarista Gustavo, interpretado por Caio Blat. Em seguida, fez sua estreia na Globo, participando do episódio "Dupla Traição", do Você Decide, do episódio piloto do seriado Sandy & Junior, e também no cinema, no filme Caminho dos Sonhos, interpretando a personagem Ruth Stern. No ano seguinte, interpretou Celi Montana em Andando nas Nuvens, sua primeira personagem em uma novela da Globo, uma noviça que não sabia se fazia os votos e se tornava freira ou se entregava ao amor de Tiago, também vivido por Caio Blat. Também fez uma participação especial na novela Força de um Desejo, com a personagem Ângela, fazendo par romântico com Trajano, personagem de André Barros. No entanto, o sucesso viria a acontecer no ano seguinte, com a novela Uga Uga. Na trama de Carlos Lombardi, Mariana interpretou a personagem Bionda, que lhe rendeu o prêmio de atriz revelação no Domingão do Faustão e popularidade entre as crianças. A marca de brinquedos Estrela tinha um acordo comercial com a Rede Globo e lançou a boneca Susi Uga Uga, inspirada na personagem.

 

Em 2001, fez uma participação no programa Brava Gente, durante o episódio A Sonata, como a personagem Luciana, ao lado de Susana Vieira e Ângelo Antônio. O seu primeiro trabalho com dublagem ocorreu neste ano, interpretando a personagem Sharon Spitz no desenho animado canadense Sorriso Metálico. Fez alguns anúncios para o canal Fox Kids, que exibiu a animação naquele ano. Mais tarde, fez a recatada Izabel de Avelar, na novela A Padroeira, e segundo o jornalista Leandro Calixto, da TV Press, "mostrou que também tem condições de interpretar uma jovem ingênua". Naquele ano, também participou de seu segundo filme no cinema: Dias de Nietzsche em Turim, com o papel de Júlia Fino.

 

Em 2002, fez uma participação no seriado humorístico Os Normais, em A Turma do Didi como "Glorinha" e em Brava Gente no episódio Arioswaldo e o Lobisomem como Branca Luz, ao lado de Murilo Rosa e Tadeu Mello. Ainda neste ano, fez sua terceira participação no cinema, no filme O Invasor, que lhe rendeu o prêmio de Melhor atriz coadjuvante no Festival do Recife e no Grande Prêmio BR do Cinema Brasileiro.

 

Em 2003, interpretou a personagem Rosário em A Casa das Sete Mulheres, papel que lhe rendeu o prêmio de melhor par romântico junto com o ator Thiago Fragoso no Prêmio Contigo, história dramática em que sua personagem enlouquece após perder Estêvão, seu grande amor, e morre no capítulo final. Durante este período, fez participação especial no programa Zorra Total e em A Grande Família. Seu próximo papel em novelas seria talvez um dos mais importantes em toda sua carreira. Ana Francisca, sua primeira protagonista na novela Chocolate com Pimenta, no horário das seis. A novela foi um sucesso, e ela teve desempenho elogiado vivendo o papel de uma tradicional heroína romântica. Mariana também participou do filme O Homem do Ano e estrelou o curta Uma Estrela Pra Ioiô em 2003. Em 2004, participou do especial da Globo "História de Cama e Mesa", onde viveu Carolina.

 

Em 2005, fez parte do elenco da novela América como a rebelde Raíssa. A novela foi muito criticada, mas Mariana foi elogiada pelo jornalista da Folha Online Sérgio Ripardo. Ele disse que América seria lembrada no futuro como a novela de Mariana Ximenes e de Cléo Pires, e a Folha Online afirmou que a personagem Raíssa estava ofuscando a personagem principal da trama, Sol, vivida por Deborah Secco. Neste ano, interpretou a personagem Weronika Muller no filme Gaijin - Ama-me Como Sou. Também fez o seu segundo trabalho como dubladora, no filme O Galinho Chicken Little, onde fez a voz da personagem Hebe Marreca, conhecida como Pata Feia. Ainda em 2005, fez uma participação em Casseta & Planeta, Urgente! interpretando sua personagem Raíssa. Em 2006, foi escalada para interpretar Lilian Gonçalves na minissérie JK. Em Cobras & Lagartos, fez a protagonista Bel, que antes seria interpretada por Giovanna Antonelli. Na trama, sua personagem é uma musicista que faz perfumes e ganha a herança do tio falecido, dono de uma empresa fictícia chamada Luxus.

 

Depois de Cobras & Lagartos, fez uma participação na novela Paraíso Tropical como Sônia, uma jornalista que se torna a nova namorada o personagem Mateus, interpretado por Gustavo Leão. Mariana recusou o papel para interpretar a prostituta Bebel, que se tornaria um grande sucesso vivido pela atriz Camila Pitanga. No ano seguinte, interpretou a personagem Lara Fontini em A Favorita, uma das protagonistas da trama. A personagem lançou o modismo, entre as mulheres mais jovens, de deixar o sutiã à mostra. Em julho de 2010, é "apresentadora por um dia" do programa Superbonita, do GNT.

 

Em 2010, foi escalada para viver Clara Medeiros na novela Passione, a primeira vilã de sua carreira. Ela se baseou em Bette Davis para poder compor a personagem, assim como algumas vilãs de outras novelas, como a Nazaré, de Renata Sorrah em Senhora do Destino e Maria de Fátima, de Gloria Pires em Vale Tudo. A caracterização da personagem também fez algumas mudanças em seu visual, adotando cabelos mais compridos e roupas ousadas.

 

Em janeiro de 2011, Mariana ficou no topo da enquete do site da revista Caras, escolhida como a maior vilã das novelas de 2010, pela sua personagem Clara na novela Passione. O crítico Flávio Ricco disse que "Mariana fez de Clara um dos seus melhores trabalhos na TV". Ela ganhou o Troféu Imprensa como melhor atriz, e concorreu a outros prêmios. O jornalista Miguel Arcanjo Prado disse que "com Clara, a assassina da trama, Mariana Ximenes mostrou porque, mesmo só com 29 anos, faz parte do primeiro time". Além disso, retornou ao teatro, na peça Os Altruístas, dirigida por Guilherme Weber, depois de nove anos sem se apresentar em peças teatrais.

 

Em 2011, devido ao sucesso de sua personagem em Passione, a Globo resolveu deixá-la longe da TV por algum tempo. Mariana foi uma das produtoras de Um Homem Só. Além de produzir, ela também participa do projeto como atriz. O projeto demorou alguns anos para se realizar, sendo filmado em 2014, com previsão de chegar aos cinemas apenas em 2016. Mariana interpreta a personagem Josie, uma funcionária mal humorada de um cemitério de animais que vive uma história de amor com Arnaldo, interpretado por Vladimir Brichta.

 

Em maio de 2012, participa da série As Brasileiras, protagonista do episódio A Adormecida de Foz do Iguaçu, usando roupas sensuais para a personagem Liliane, que é uma mulher recatada durante o dia e após tomar um calmante para o sono, se transforma numa perigosa sedutora. Fez o terceiro trabalho como dubladora no filme 31 Minutos, o Filme, fazendo a voz de Cachirula. Ela também participou da novela Guerra dos Sexos como a personagem Juliana, mocinha da trama. Logo depois, fez parte do filme Os Penetras com Eduardo Sterblitch e Marcelo Adnet. Também participou do filme O Gorila do cineasta José Eduardo Belmonte, como a sedutora Cíntia. Em 2013, gravou os filmes O Uivo da Gaita, O Rio nos Pertence e O Fim de Uma Era! feitos por Ricardo Pretti. Entre 2013 e 2014, viveu uma vedete de cabaré na novela Joia Rara. Ainda em 2014, fez uma participação no seriado A Grande Família como a chef de caráter duvidoso Lola, e interpretou Leididai, na série Eu Que Amo Tanto, do Fantástico.

 

Em 2014, Mariana filmou no Rio Grande do Sul o longa Prova de Coragem, drama baseado no livro Mãos de Cavalo de Daniel de Galera, que também participa como produtora. Estrelou o filme Zoom com Gael García Bernal e Jason Priestley, có-produção do Brasil com o Canadá, onde atua em inglês. e fez uma participação em Quase Memória, longa do diretor Ruy Guerra.

 

Em 2015, filmou em Portugal O Grande Circo Místico, longa de Cacá Diegues, onde vive uma trapezista. Com dedicação total ao cinema, foi protagonista e produtora associada da comédia romântica Uma Loucura de Mulher, filme rodado em Brasília, que marcou a estreia do diretor Marcus Ligocki Jr.


Entre maio e novembro de 2016, protagonizou Haja Coração, releitura de Sassaricando, grande sucesso de Sílvio de Abreu, vivendo a inesquecível Tancinha, papel que foi de Cláudia Raia na trama de 1987. A atriz também interpretou um dos principais papéis de Supermax, série de terror da Globo, onde viveu a misteriosa Bruna. Em dezembro, filmou uma participação no longa Restô e lançou o filme de animação Sing - Quem Canta Seus Males Espanta, que dubla a personagem Rosita. Recentemente, gravou o longa D.P.A - O Filme, vivendo a vilã Bibi da Capa Preta. Está envolvida em muitos projetos para o cinema, incluindo o papel de protagonista de "Minhas Duas Meninas", filme baseado no livro de Tetê Ribeiro, um projeto em parceria entre o Brasil, Portugal e França sobre a Princesa Isabel, além de estar cotada para viver a apresentadora Hebe Camargo em um musical e/ou um filme sobre sua vida. Gravou com o cantor carioca Yann a música "Love", para o primeiro álbum do artista, intitulado "Entre o Fim e o Recomeço Vol. I".

 

Na TV, em 2019, logo em janeiro atua na minissérie Se eu Fechar os Olhos Agora. Está também no elenco da segunda temporada de Ilha de Ferro, como Olivia, par de Cauã Reymond. Em outubro, protagonizou a novela das 18h, Nos Tempos do Imperador, no papel de Luísa Margarida de Barros Portugal, a Condessa de Barral.

 

Mariana começou a carreira fazendo comerciais, como por exemplo, uma das primeiras propagandas da marca Assolan, e uma campanha para a ABPM (Associação Brasileira de Produtores de Maçã), todas nos anos 90. Em 2008, foi convidada para ser garota-propaganda da Risqué em comerciais dos esmaltes da empresa, e fez várias campanhas para a marca, até 2013. Com Marisol Ribeiro, ela estrelou comerciais para a Johnson & Johnson. Também foi garota-propaganda das Havaianas, juntamente com o ator Rodrigo Lombardi. Com a Positivo Informática, estrelou campanhas durante alguns anos. Também foi garota-propaganda dos cartões Bradesco. Na Avon, foi capa da revista juntamente com Giselle Itié e Sheron Menezes, também estrelando em comerciais. Foi garota-propaganda da linha de absorvente Always, da Procter & Gamble, e da Seda, estrelando o comercial Seda Pro-Natural. Também foi estrela da campanha de verão da Arezzo. Em 2013, estrelou uma campanha com o ator Reynaldo Gianecchini para a marca Cavalera.

 

Realiza trabalhos como Mestre de Cerimônias e Presença VIP.

 

01/2020


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • twitter:
    @mixpalestras