Selecione o Profissional
 

Padre Fábio de Melo

TEMAS:


Padre Fábio de Melo é Sacerdote Católico, Artista, Escritor, Professor Universitário e Apresentador. Pertenceu à Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus. É Mestre em Antropologia Teológica. Atua na Diocese de Taubaté/SP. Como cantor, gravou 8 discos pela gravadora católica Paulinas-COMEP, um pela gravadora Canção Nova e um projeto independente (Tom de Minas). Em dezembro de 2019, entrou no ranking do instituto QualiBest como um dos maiores influenciadores digitais do Brasil.

 

Seu primeiro disco por uma gravadora secular, Vida, foi lançado pela LGK Music e pela Som Livre, com quem continua gravando, já tendo lançado mais 2 discos (Iluminar e Eu e o Tempo). Ao todo, Fábio já vendeu mais de 3 milhões de cópias de CDs (1,8 milhão apenas na Som Livre), além de 3,5 milhões de livros. Como professor universitário, lecionou teologia na Faculdade Dehoniana de Taubaté. Atualmente, apresenta o programa Direção Espiritual, transmitido pela TV Canção Nova.

 
Após 18 anos de formação e estudos em seminários, com fase final sendo frater no seminario São Judas Tadeu de Terra Boa/PR, em Dezembro de 2001, em sua cidade natal, na Igreja Matriz de São Vicente Ferrer, foi ordenado sacerdote pela oração consecratória da Igreja e imposição das mãos do Arcebispo Metropolitano de Palmas/TO, Dom Alberto Taveira Corrêa.

 

O padre Maurício Leão teve grande influência na sua vida de seminarista, levando-o para o seminário de Lavras. Em sua vida sacerdotal, tem como referência os padres Zezinho, Joãozinho e Léo Tarcísio. Confessou a influência também do Reverendo Caio Fábio.

 

Fábio formou-se em Teologia na Faculdade Dehoniana de Taubaté, com diploma emitido pela PUC/RJ, e em Filosofia na Fundação Educacional de Brusque/SC. Pós-Graduado em Educação no Rio de Janeiro e Mestre em Belo Horizonte, junto aos jesuítas, no Instituto Santo Inácio (FAJE: Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia). Em seguida, retornou a Taubaté para lecionar na área de Teologia Fundamental e Sistemática, na mesma faculdade em que havia se formado.

 

Tendo como referencial o Padre Zezinho, precursor dos padres cantores desde a década de 1960, Padre Fábio de Melo lançou seu primeiro CD, "De Deus um cantador", em 1997. Em seguida, "Saudades do Céu", com a participação de diversos artistas católicos, reunindo os cantores de sua congregação, como Padre Zezinho e Padre Joãozinho, incluídos no CD "Canta coração", um tributo ao Sagrado Coração de Jesus.

 

Ao receber a ordenação diaconal, compôs "As estações da vida", que viria a ser a música de abertura de suas apresentações ao vivo, especialmente depois do lançamento do DVD Eu e o Tempo. Já ordenado padre, em 2003, trouxe ao mercado o seu mais novo trabalho, "Marcas do Eterno".

 

Em 2004, enveredou por um projeto independente, o disco "Tom de Minas", de conteúdo autoral, que homenageia nomes e lugares de seu estado natal: Minas Gerais, contando com a participação do cantor e compositor popular Paulinho Pedra Azul, do qual resultou um show na capital, Belo Horizonte, com o nome "Minas e Outros Tons". O retorno aos temas ligados a sua formação, fazem parte do CD Humano Demais em 2005, que contém canções de sua autoria e de outros compositores da música católica.

 

Em 2006, celebrando seus 10 anos de atuação na música católica, decide-se por um trabalho que inclui além de algumas de suas composições, diversas conhecidas canções "sertanjeas", numa homenagem a suas origens e a seu pai, que também cantava e tocava viola caipira.

 

O CD "Filho do Céu", de 2007, primeiro fora das Paulinas e agora pela Canção Nova, fala de vivências pessoais e daqueles que se foram, como o Padre Léo Tarcísio, seu formador, durante o seminário e grande amigo e do cantor e compositor Robson Jr., dos Cantores de Deus e seu melhor amigo, ambos mortos na mesma época, vítimas de câncer. Lançado no mesmo ano, o CD "Enredos do Meu Povo Simples" retoma a ideia já experimentada em "Zé Da Silva", com canções sertanejas, apresentando as que ficaram fora do outro projeto.

 

Em 2008, o padre Fábio de Melo lançou seu primeiro CD pela gravadora Som Livre: "Vida", trabalho que o tornou conhecido nacionalmente, através das diversas participações em programas na TV aberta. Dando continuidade ao seu trabalho de evangelização através dos meios de comunicação social, lançou em 2009 o CD "Iluminar" e pouco tempo depois "Eu e o Tempo". Em 2014, gravou "Amar como Jesus Amou", num dueto com a cantora Fernanda Takai, no disco Na Medida do Impossível.

 

08/2020


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • twitter:
    @mixpalestras
  • Mande-nos uma Mensagem