Selecione o Profissional
 

Christian Fittipaldi

Christian Fittipaldi

TEMAS:


Christian Fittipaldi é filho de Wilson Fittipaldi Júnior e sobrinho de Emerson Fittipaldi, é o único piloto brasileiro que já disputou provas da Champ Car e NASCAR Winston Cup, três das principais categorias do automobilismo mundial.


Christian foi diversas vezes campeão de Kart, vencedor de campeonatos como a Fórmula 3 Sul-americana e Fórmula 3000 Internacional, correu pelas equipes Minardi e Arrows da Fórmula 1, foi o segundo colocado nas 500 Milhas de Indianápolis de 1995 e venceu três provas na Champ Cars. Neste ano, Fittipaldi correu algumas provas da NASCAR Winston Cup, chegando a largar da sétima posição na etapa de Michigan.


Carreira na Europa


Após ser campeão de Fórmula 3000 em 1991, Christian foi convidado pela Minardi para fazer testes, deixando os membros da equipe impressionados e marcou seu primeiro ponto com um sexto lugar no penúltimo GP da temporada, no Japão. Em 1993 conquistou o quarto lugar no primeiro GP do ano, na África do Sul, mas apesar dos avanços, desentendeu-se com a direção da equipe e foi dispensado quando faltavam dois GPs para o fim da temporada. Em 1994 Christian teve uma nova chance correndo pela Arrows, conquistou dois quartos lugares mas desistiu da Fórmula 1 e mudou-se para os Estados Unidos.


Carreira nos Estados Unidos

Monopostos


Nos Estados Unidos, Christian disputou corridas da Fórmula Indy pela Walker Racing, chamando a atenção no seu ano de estreia após conquistar o segundo lugar na tradicional 500 milhas de Indianápolis.


Em 1996 foi contratado pela equipe Newman/Haas, na já então desmembrada CART, conhecida no Brasil como Fórmula Mundial, mas quando sua carreira parecia decolar, Christian quebrou as pernas na 2ª etapa da temporada 1997 da CART (Grande Prêmio de Surfers Paradise, na Austrália) durante a corrida, e teve um acidente sério durante um treino em circuito oval, que lhe rendeu um coágulo sério no cérebro, do qual ele se recuperou. Ele se recuperou de ambos e voltou a correr, porém nunca mais da mesma forma.


NASCAR


Com sua carreira na Indy em risco, Fittipaldi voltou-se para a NASCAR. Ele fez três corridas na Busch Series entre 2001 e 2002, onde chamou a atenção de Richard Petty, dono da Petty Enterprises, pela qual fez mais algumas corridas na Winston Cup, divisão principal da NASCAR e participou das 500 milhas de Daytona em 2003.


Pós-NASCAR


Após deixar a Petty Enterprises, Fittipaldi co-pilotou o carro vencedor das 24 Horas de Daytona em 2004 e correu pela Stock Car Brasil em 2005. Atualmente ele pilota um dos carros da equipe brasileira da A1 Grand Prix. Depois Fittipaldi co-dirigiu o carro vencedor durante as 24 Horas de Daytona e reapareceu na Grand-Am após vencer uma corrida em Phoenix e anunciou que ele tinha assinado com a nova equipe de Eddie Cheever para 2006.


Ele co-dirigiu um Saleen S7R (com Terry Borcheller e Johnny Mowlem) nas 24 Horas de Le Mans 2006 e terminou em sexto na classe e em décimo-primeiro no geral.


Ele voltou para carros esportivos em tempo integral em 2008, dirigindo o protótipo Acura LMP2 pela Andretti Green Racing na American Le Mans Series. , mas foi retirado depois da quarta corrida da temporada de 2008.


Ele então mudou-se para conduzir o #16 Pontiac Coyote para Cheever Racing na Rolex Sports Car Series.


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato