Selecione o Profissional
 

Cafu

Cafu

TEMAS:


Marcos Evangelista de Morais, mais conhecido como Cafu, é um ex futebolista. Atuava principalmente na lateral direita. Ele foi apontado em uma lista feita por Pelé como um dos cento e vinte e cinco maiores jogadores de futebol vivos em 2004.


Ele é o recordista de jogos pela Seleção Brasileira, com 148 partidas.


Fez parte das equipes vencedoras das Copas do Mundo de 1994 e 2002, além das copas de 1998 e 2006.


Cafu começou jogando pelo São Paulo, em 1989, depois de passar por nove "peneiras" sem sucesso. Em 1994 foi eleito pelo jornal uruguaio El País, o melhor jogador da América.


Em 1995 se mudou para o time espanhol do Real Zaragoza, e ganhou a Recopa Européia naquele ano.


Em Maio de 1995, Cafu teve uma pequena passagem pelo Juventude, à época patrocinado pela Parmalat. A empresa o havia comprado do Zaragoza e desejava colocá-lo na principal equipe que patrocinava no Brasil, o Palmeiras. No entanto, para livrar-se de provável multa do São Paulo (que estipulara cláusula que impedia o jogador de atuar por outra equipe grande paulista assim que voltasse ao Brasil), a marca o deixou por um mês no time de Caxias do Sul, onde realizou dois jogos.


Em Junho de 1995 Cafu retornou ao Brasil, mais precisamente ao time do Palmeiras. Jogou de 1995 à 1997, quando se transferiu para a Roma em 1997.


Na Roma, Cafu ganhou o scudetto em 2001. Cafu ganhou o apelido de Il Pendolino ('o trem expresso'). Ele se mudou para Milão em 2003, depois de recusar uma proposta do Yokohama Marinos.


Pelo Milan, Cafu teve boas temporadas desde sua chegada, tendo presença importante na conquista do Campeonato Italiano de 2004 e da Liga dos Campeões da UEFA de 2007. Teve seu último jogo pelo clube rossonero contra a Udinese, marcando ainda, o último gol do clube na vitória por 4 a 1.


Cafu foi convocado algumas vezes para atuar pela Seleção Brasileira no começo dos anos 1990, sendo convocado para a Copa do Mundo de 1994. Depois da contusão de Jorginho na final contra a Itália, Cafu apareceu como seu substituto no 22º minuto, formando parte da defesa brasileira no que se tornou um final feliz. O Brasil ganhou de três a dois nos pênaltis depois da partida e da prorrogação terem terminado sem gols.

Depois disso, Cafu se tornou um titular absoluto no time brasileiro, ganhando a Copa América em 1997 e 1999, e levando o país à final da Copa do Mundo de 1998, que perderam para a França. Depois de uma penosa eliminatória, Cafu foi o capitão do Brasil na Copa do Mundo de Ao levantar o troféu da Copa, Cafu imortalizou o amor a sua esposa, dizendo: "Regina, eu te amo!". Na camisa o capitão da seleção de 2002 escreveu a frase "100% Jardim Irene" lembrando de sua origem humilde num bairro periférico da zona sul de São Paulo.

Apesar de Cafu ter sido poupado de jogar a Copa América de 2004 ele disputou a sua 4ª Copa do Mundo, com trinta e seis anos de idade, pela Seleção brasileira na condição de capitão do time.

Cafu é o único jogador na história do futebol a ter entrado em campo em três finais da Copa do Mundo FIFA.


Títulos

São Paulo

    Campeonato Paulista: 1989, 1991, 1992

    Campeonato Brasileiro: 1991

    Copa Libertadores: 1992, 1993

    Mundial Interclubes: 1992, 1993

    Recopa Sul-Americana: 1993, 1994

    Supercopa Libertadores: 1993


Real Zaragoza

    Recopa Européia: 1995


Palmeiras

    Campeonato Paulista: 1996


Roma

    Campeonato Italiano: 2001

    Supercopa da Itália: 2001


Milan

    Supercopa Européia: 2003, 2004

    Campeonato Italiano: 2004

    Supercopa da Itália: 2004

    Liga dos Campeões da UEFA: 2007

    Mundial de Clubes da FIFA: 2007


Seleção Brasileira

    Copa do Mundo: 1994, 2002

    Copa das Confederações: 1997

    Copa América: 1997, 1999


Individuais

    Bola de Prata: 1992, 1993

    Jogador Sul-Americano do Ano: 1994.


Fundação Cafu


Criada em 2001, a Fundação Cafu, localizada no Jardim Irene, Zona Sul de São Paulo, atua com a proposta de diminuir a exclusão social por meio do acesso a programas e projetos de educação e de cultura, utilizados como instrumentos de formação de crianças, jovens e adultos.

A instituição nasceu do desejo de Cafu em contribuir para a transformação do bairro onde nasceu o sonho de tornar-se jogador de futebol. A idéia de criar um espaço para oferecer a crianças, adolescentes e jovens de 3 a 18 anos a oportunidade do acesso à educação, à cultura e ao esporte, ganhou força num encontro entre amigos. Na partida comemorativa aos 100 jogos de Cafu pela seleção brasileira, o jogo que arrecadou alimentos para a sociedade Pestalozzi reforçou o desejo de usar a força do esporte a favor de ações de inclusão.

Em novembro de 2002, após a conquista do pentacampeonato, as instalações da Fundação Cafu começam a ganhar forma com a construção de sua sede. Sete meses depois, estabelecem-se as primeiras parcerias com as empresas Artigiano, Dynamic Tecnologia, Ideal Sistemas, Instituto Medial Saúde e Microlins, atuantes no apoio ao desenvolvimento das atividades da instituição desde então.

O inicio das atividades aconteceram em abril de 2004, quando a Fundação Cafu abriu as portas e mostrou à comunidade do Jardim Irene o trabalho que seria desenvolvido para seu crescimento e transformação.

Atualmente, são atendidas 750 crianças, adolescentes e jovens em oficinas culturais, de esporte, lazer e 300 pessoas acima de 16 anos, com cursos profissionalizantes como cabeleireiro, artesanato e caminhada saudável.


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato