Selecione o Profissional
 

Leila Barros (Vôlei)

Leila Barros (Vôlei)

TEMAS:


Um dos grandes nomes da equipe do Flamengo campeã da SuperLiga Feminina de Vôlei em 2000 e de toda a história do Clube e do esporte no Brasil, Leila começou sua carreira aos 15 anos de idade, quando ainda jogava handball, pela equipe do Centrão, em Brasília. Certo dia o técnico do time de vôlei assistia aos treinos e "negociou" a transferência de Leila para a equipe de vôlei. Era 1986.


Estudava então no colégio Cema,onde treinava nas equipes infantil, juvenil e adulto. Leila jogava de ponta, quando André Muzzi convocou-a para a equipe da AABB. Suas cortadas chamaram a atenção de Wadson Lima, na época técnico do Unisa/Minas. Morou os três primeiros anos em Belo Horizonte com outras duas jogadoras de seleção, Hilma e Edmara. Esse período culminou com a conquista do título da Liga Nacional de 1993.


Começou no Minas Tênis, e em 1991 estava na Seleção Brasileira. Mas depois de três anos no time, foi obrigada a suportar uma grande frustração. Cortada pelo técnico Bernardinho, segundo ele, porque ela era muito baixinha e não sabia dar passes, ficou de fora do Mundial realizado em Belo Horizonte, em 1994, onde o Brasil conquistou o vice-campeonato.


Mas, a carreira de Leila estava apenas começando, e ela daria a volta por cima. Leila quis largar o vôlei e dedicar-se a um restaurante em Belo Horizonte. inda bem que parou para pensar melhor. Após os treinos em sua equipe, o L'Acqua di Fiori, ela praticava impulsão e passe de bola, acrescentando a isso trabalho de musculação. Deu certo. Quando ganhou o título de melhor jogadora do mundo, no Grand Prix da Ásia, em 1996, ano em que também conquistou uma medalha olímpica, a garota de 1m79 ficava a 80 cm do chão em seus saltos, a mão atingia a bola a 3m08 de altura e a 68 cm da rede.


A canhotinha chegou ao Flamengo no ano de 2000, e ficou lá por apenas um ano, em um time fantástico, que contava com Virna e outras estrelas. Foi pouco, mas o bastante para tornar inesquecível a campanha rubro-negra na Superliga daquele ano. A final então, é lembrada até hoje por todos os que acompanharam a equipe. Uma vitória na raça, contra a também forte equipe do rival Vasco.


Flamenguista de coração, Leila entrou para a galeria de grandes nomes do esporte rubro-negro. Porém, o time se desfez e a jogadora teve que sair da Gávea. Ela viria a jogar ainda pelo forte Rexona-Ades, melhor equipe do vôlei brasileiro até hoje, também no Rio de Janeiro, onde conquistou o Campeonato Carioca e a Superliga, mais uma vez. Depois, encerrou sua carreira dentro de quadra, e foi atuar no vôlei de praia, ao lado de Sandra.


Em 2008, Leila volta ao Flamengo, mas dessa vez no Vôlei de Praia. A atleta passa a fazer dupla com Sandra Pires, e a dupla passa a ser patrocinada pelo Flamengo, disputando assim o Circuito Brasileiro.


Histórico de Clubes

    MRV/Suggar (1996 a 1998)
    BCN (1995/1996)
    L'Ácqua di Fiori (1992 a 1995)
    Leites Nestlé (1998/1999)
    CR Flamengo (2000/2001)
    Força Olímpica/Brasil Telecom
    Rexona-Ades (2003 a 2005)

Títulos

Títulos Internacionais:

Tricampeã do Grand Prix, 94/96/98
Campeã do BCV Cup, 95
Campeã dos Jogos Pan-americanos de Winnipeg 1999
Campeã do Sul-americano de 1999 Adulto
3º lugar nas Olimpíadas de Sydney


Títulos Nacionais:

Campeã brasileira (L'Ácqua di Fiori, 1993, Flamengo - 2000, Rexona - 2004)
Campeã Paulista (Leites Nestlé - 1998)
Campeã Estadual do Rio (Flamengo - 2000, Rexona - 2004 e 2005)

Prêmios Individuais:

Melhor jogadora do Grand Prix 1996 e 1998
Melhor atacante da Copa do Mundo do Japão, 1996
Melhor jogadora do BCV Cup, 1995
Atleta do ano eleita pelo COB, 2000
Olimpíadas

Leila participou das Olimpíadas de Barcelona em 1992, Atlanta em 1996 e Sidney em 2000. Conquistou duas medalhas de bronze, sendo a segundo como atleta do Flamengo.


Tema da palestra


"Seja um vencedor no que você faz!!!"

A palestra com jogadora de vôlei Leila, um dos maiores nomes do esporte nacional é personalizada conforme as necessidades do contratante.

O roteiro básico a ser utilizado e personalizado a partir do briefing do cliente é:

.    A trajetória de sucesso;
.    Persistência - Como tudo começou, sonhos e ídolos;
.    Gestão de carreira
.    Visão, objetivos e metas;
.    Assumir desafios;
.    Superação pós olimpíadas
.    Planejamento;
.    Liderança em equipe;
.    Excesso de confiança;
.    Momento marcante;
.    Principais conquistas;
.    Fatores para o sucesso.

De modo geral, o atleta ministra sua palestra em cima de suas experiências vividas e presenciadas no meio do esporte, nos seus longos anos de carreira, com enfoque no trabalho em equipe, liderança, motivação, vitórias e derrotas, nos riscos, nas escolhas, fazendo analogias do esporte com o enfoque da empresa.

A palestra tem duração variável, de no mínimo 60 (sessenta) minutos e no máximo 120 (cento e vinte) minutos, sendo que, independente do tempo total, os últimos 30 (trinta) minutos são abertos para perguntas dos participantes.


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato