Selecione o Profissional
 

Arnaldo Jabor

TEMAS:


Arnaldo Jabor é jornalista e cineasta. Começou a carreira em 1962, em O Metropolitano, jornal ligado ao movimento estudantil.

Já foi técnico de som, crítico de teatro, roteirista e diretor de curtas e longas metragens.

Começou a carreira em 1962 em O Metropolitano, jornal ligado ao movimento estudantil.
Ao longo das décadas de 60, 70 e 80, dedicou-se ao cinema.

Na década de 90, por força das circunstâncias ditadas pelo governo Fernando Collor de Mello, que sucateou a produção cinematográfica nacional, Jabor foi obrigado a procurar novos rumos e encontrou no jornalismo o seu ganha-pão.

Em 1991, abandonou o cinema e iniciou colaboração semanal na Folha de S. Paulo, tornando-se uma das personalidades mais polêmicas da imprensa brasileira.

Estreou como colunista de O Globo no final de 1995 e mais tarde levou para a TV Globo, no Jornal Nacional e no Bom Dia Brasil, o estilo irônico com que comenta os fatos da atualidade brasileira.

Em sua palestra "Projeto de um novo Brasil", Jabor traça um cenário político e econômico do país, desde o período colonial até os dias atuais.

Com o objetivo de despertar no público um processo de reflexão, Arnaldo Jabor expõe de forma provocante as raízes do comportamento político brasileiro. Seu estilo irônico e mordaz é decisivo para descontrair a platéia e tornar o assunto mais leve.

As palestras de Arnaldo Jabor destacam, ainda, as constantes transformações do mundo contemporâneo e a importância do mercado globalizado para o Brasil.

Tema da palestra

     "PERSPECTIVAS  DO BRASIL  CONTEMPORÂNEO"


A ideia é uma palestra sobre o tempo psicológico que o Brasil vive hoje, a partir de uma breve arqueologia de nossa personalidade histórica, desde os anos de formação colonial até os dias atuais.

Claro que uma palestra sobre o tema tão amplo não poderia deixar de ser um pouco esquemática, um tanto genérica, mas creio que vivemos um período de vazio ideológico, da perda de certezas políticas, período este em que a visada psicológica do momento brasileiro torna-se preciosa para tentarmos captar tendências e ideologias novas ainda "ab ovo".

De um modo que, a palestra pode se chamar: "PERSPECTIVAS DO BRASIL CONTEMPORÂNEO". Nossa permanente crise de identidade, a história de um povo cuja marca é a procura secular de um rosto histórico.

Talvez estejamos mais perto deste retrato, à medida que as ilusões antigas forem acabando.

Livros Publicados

-"Pornopolítica", Editora Objetiva, 2006
-"Amor é Prosa, Sexo é Poesia", Editora Objetiva, 2004
-"Sanduíche de Realidade e Outros Escritos", Editora Objetiva, 1997
-Coletânea de crônicas: "Brasil na Cabeça", 1995
-Coletânea de crônicas: "Os Canibais estão na Sala de Jantar", 1993

Prêmios e Homenagens

Urso de Prata, no Festival de Berlim, por "Toda Nudez Será Castigada" (1973)
Kikito de Ouro de Melhor Filme, no Festival de Gramado, por "Toda Nudez Será Castigada" (1973)
Prêmio Especial do Júri, no Festival de Gramado, por "O Casamento" (1975)
Candango de Melhor Filme, no Festival de Brasília, por "Tudo Bem" (1978)


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato