Selecione o Profissional
 

João Pedro Paes Leme

João Pedro Paes Leme

TEMAS:


João Pedro Paes Leme é Jornalista que trabalhou no Caderno B, na Revista Domingo e na editoria Internacional, antes de ser contratado pela seção de Esportes.


Em 1995, foi enviado aos Jogos Pan-americanos de Mar del Plata e cobriu o GP de Fórmula-1 em São Paulo.


Depois de um mês trabalhando como editor de texto, começou a fazer algumas experiências como repórter.


Adaptado, passou a cobrir a temporada de Fórmula-1 em 1998 e virou correspondente internacional, baseado no escritório da Globo em Londres, com ênfase em esportes e comportamento.


Sua passagem por Londres foi marcada por uma matéria sobre o filho desconhecido de Garrincha na Suécia, fruto de uma aventura amorosa na Copa de 1958, e pela cobertura das vitórias do tenista Gustavo Kuerten, que caminhava rumo ao topo do ranking.


De volta ao Brasil em 2000, João Pedro continuou a acompanhar a Fórmula-1 por mais quatro temporadas. Em meio às viagens, produzia matérias e especiais para os telejornais da emissora e edições do Globo Repórter, como os programas sobre a dor e sobre os trabalhadores brasileiros no Japão. A despedida da cobertura do automobilismo veio com a série Ayrton Senna do Brasil, que lembrava os 10 anos da morte do piloto, em 2004.


Fora da Fórmula-1, participou das equipes de cobertura dos Jogos Olímpicos de 2000 e de 2004 e das Copas do Mundo de 2002 e de 2006, além do Pan-americano de Santo Domingo, em 2003.


Em 2005, recebeu o convite para ser correspondente em Paris. Sediado na capital francesa por um ano e meio, acompanhou quatro visitas do então presidente Lula à Europa e fez uma entrevista exclusiva com o presidente da França, Jacques Chirac. No entanto, o período ficou marcado pela cobertura que fez do assassinato do brasileiro Jean Charles de Menezes em Londres, morto em uma ação equivocada da Scotland Yard em uma estação de metrô.


Às vésperas da Copa do Mundo de 2006, foi convidado para assumir, após a competição, a chefia de redação do Esporte. Logo no primeiro ano, participou efetivamente do planejamento da cobertura dos Jogos Pan-americanos do Rio, em 2007.  


Em 2008, foi convidado a ocupar o cargo de diretor executivo da Central Globo de Esportes e ficou responsável pela elaboração da cobertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e da Copa do Mundo de 2010. 


No torneio de futebol, foi criada a Central da Copa, programa de sucesso que conferiu uma linguagem mais jovem e descontraída ao programa que apresentava o dia a dia e os melhores momentos da competição.


Em 2010, Paes Leme recebeu pela equipe envolvida na reportagem  A Morte do Brasileiro no Monte Mulanje no Malawi, o Prêmio Jornalismo TV Globo, na categoria Reportagem Factual de Jornalismo Esportivo.


Em janeiro de 2016, com a extinção da Direção Executiva de Eventos, o jornalista assumiu a Direção Executiva de Esportes e passou a responder pelas duas áreas.   


Fora das telas, ainda encontra tempo para comandar o Super Ação, projeto social criado em 2004 em sociedade com o técnico de vôlei Bernardinho, que atende jovens da região de Miguel Pereira, com aulas de informática e esporte - cerca de mil crianças são beneficiadas. Deu vazão à sua verve literária em 2001, com o lançamento de um livro de contos chamado As Oito Mortes do Imortal (7 Letras, 2001).


João Pedro Paes Leme pediu desligamento da Globo em setembro de 2016 para se dedicar a um projeto pessoal nos Estados Unidos.



Temas das Palestras


Mega Eventos


Planejamento de mega eventos (Copa e Olimpiadas)  X Projetos Corporativos

Tendo vivido de perto e liderado toda a preparação da Globo para a cobertura da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016, percebeu o enorme desafio de unir uma empresa gigantesca em torno de projetos igualmente enormes.


Como engajar as equipes de áreas diferentes? Como manter o foco nos processos cotidianos em paralelo com a coordenação de dois mega projetos? Onde encontrar as melhores sinergias? A necessidade de dialogar com stakeholders internos e externos desse grande ecossistema.

 

O Case das duas maiores coberturas da história do Grupo Globo traz muitos ensinamentos sobre a maneira de construir projetos vitoriosos sem abandonar o olhar para os desafios corporativos do dia a dia.


Com exemplos concretos e ilustrativos de várias fases do projeto da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016, traz ideias que podem ajudar empresas de qualquer setor a usar alguns exemplos como parâmetros para seus próprios desafios.



O Segredo de Carreiras Vitoriosas

 

O sucesso da formação do Time de Ouro da Globo

Um talk show com convidados potenciais: um integrante do Time de Ouro a cada vez

(Time: Guga, Lars Grael, Giba, Daiane dos Santos, Hortência, Gustavo Borges, Tande, Fabi, Flavio Canto, Emanuel, Shelda e Maurren Magi).



Um Projeto Fora da Caixa - Planeta Extremo


Convidados potenciais: Clayton Conservani e Carol Barcellos (opcional)


* A concepção de um projeto totalmente desafiador;

* Como vencer as resistências internas para aprovar um projeto ousado?;

* A opção pelo risco desde o planejamento;

* A coragem para ousar de forma responsável;

* As aventuras;

* A mudança da linguagem e a humanização do repórter;

* O poder do storytelling.


Nesta palestra, conta a história vitoriosa do projeto Planeta Extremo, do qual foi diretor executivo e idealizador.

 

Em uma analogia contínua com a vida empresarial e seus desafios, conta histórias sobre o planejamento e a execução do projeto, além de exibir os resultados concretos das aventuras planejadas.


Como lidar com os limites extremos de uma produção? Como convencer outros executivos a apoiarem uma ideia ousada? Como blindar a equipe dos problemas que poderiam interferir em seu rendimento nos lugares mais remotos do planeta?

Há muito aprendizado na mistura entre as expedições da equipe do Planeta Extremo e as difíceis decisões do cotidiano corporativo.


Quando ousar, quando ser mais conservador, quando abrir mão da zona de conforto para dar um passo transformador? Uma jornada de inspiração em uma hora de palestra capaz de revigorar qualquer equipe de qualquer segmento.



A inspiração que transforma


Convidados potenciais: o gestor da empresa (pode ser da empresa contratante) e um transformador social (Ferreirinha).


Esta palestra mostra, com uma mistura equilibrada entre razão e emoção, exemplos de projetos sociais em que o binômio esporte educação se tornou uma ferramenta transformação humana e social de algumas comunidades. São exemplos que mostram a capacidade de pessoas e projetos com um propósito claro e com líderes inspiradores.


Durante uma hora, dá exemplos concretos de histórias contadas em lindas reportagens que ajudaram a dar luz a pessoas especiais espalhadas pelos quatro cantos do Brasil. Um desses exemplos estará no palco e levará uma história surpreendente para o público refletir, se emocionar e se inspirar.


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato