Selecione o Profissional
 

Gabriel Medina

TEMAS:


Gabriel Medina começou a surfar aos nove anos. Aos onze, venceu seu primeiro campeonato a nível nacional, a etapa Rip Curl Grom Search na categoria Sub-12, disputada em Búzios, Rio de Janeiro.


A partir daí, venceu campeonatos do Brasileiro Amador e foi campeão dos circuitos Volcom Sub-14, Quicksilver King of Groms, Rip Curl Grom Search e tricampeão Paulista. Na Califórnia (EUA), foi vice do Volcom Internacional Sub-14 e, no Equador, vice-campeão do Mundial Amador Sub-16.


Aos catorze anos já fazia as finais nas competições do Paulista Profissional e participou de etapas do Mundial Profissional, quando, em Ubatuba, São Paulo, conseguiu derrotar seu ídolo Adriano Mineirinho.


Em julho de 2009, Gabriel Medina fechou um contrato com a empresa australiana Rip Curl e profissionalizou-se. Dez dias depois, venceu a etapa do Mundial Profissional.


Em 2011 veio a sequência que o levou à condição de partilhar as ondas com os tops do Mundo, o WQS 6 estrelas Prime em Imbituba, Santa Catarina, os dois WQS 6 estrelas na França e na Espanha.


Soma-se também a vitória na etapa do Mundial Pro Júnior, também em ondas francesas.


É o primeiro brasileiro a ganhar uma etapa australiana de Backside (Gold Coast Australia) e o surfista do Brasil que mais tempo liderou o ranking mundial na história.


Ingressou na elite do surf mundial (World Tour) em 2011, com apenas 17 anos.


Em 2011 venceu duas etapas do ASP World Tour, nos eventos realizados na França e nos Estados Unidos. Nesse ano ganhou grande repercussão na mídia por completar uma manobra designada backflip, uma espécie de salto mortal de costas.


Em 2014 sagrou-se campeão mundial do WCT.


Em 2015 foi vice-campeão da etapa de Pipe Masters, perdendo para o brasileiro Adriano de Souza em uma final inédita brasileira, terminando o campeonato mundial em terceiro lugar, atrás do australiano Mick Fanning.


Nesse ano também conquistou o Vans Triple Crown (Tríplice Coroa Havaiana), considerado o segundo maior título do surfe profissional, se tornando assim o primeiro brasileiro a conquistá-lo.


Foi o primeiro brasileiro e lusófono campeão mundial de surf.


Sagrou-se campeão mundial em Pipeline, Havaí, na última etapa do percurso, em 19 de dezembro de 2014, o primeiro brasileiro a fazê-lo, vencendo a luta pelo título contra o australiano Mick Fanning e o norte-americano Kelly Slater, onze vezes campeão mundial, os dois únicos ainda em condições de derrotá-lo.


Campeão antecipado ainda durante as quartas-de-final, ele foi ajudado por outro brasileiro, o catarinense Alejo Muniz, que derrotou tanto Slater quanto Fanning em duas baterias das quartas-de-final, enquanto Medina vencia o brasileiro Filipe Toledo e o havaiano Dusty Payne nas suas.


Foi vice-campeão dessa etapa de Pipe Masters, perdendo para o australiano Julian Wilson na final por apenas 0,43 pontos.



Temas das Palestras


* Competitividade;

* Esporte;

* Liderança;

* Motivação;
* Resultado.


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato